Uma praça cheia, repleta de um público participativo, como há muito não se via, foi o início de uma grande noite de toiros na praça de Arruda dos Vinhos, naquela que era a última corrida da Feira Taurina. Está pois de parabéns o Clube Taurino Arrudense, na pessoa no Engº Jorge Carvalho, por ter a ousadia de montar uma feira com cabeça, tronco e membros, e com preços mais condizentes para o bolso do “português”. A corrida teve igualmente em Luís Rouxinol, Aposento do Barrete Verde de Alcochete, Luís Saramago e nas ganadarias de Herds. Conde Cabral e Engº Jorge Carvalho os outros triunfadores da noite, que venceram os prémios em disputa para a melhor lide, melhor grupo, melhor pega e melhor toiro, respectivamente.

Luís Rouxinol exibiu-se a grande altura no quarto toiro da noite, um exemplar nobre de Dias Coutinho. Mesmo inferiorizado fisicamente após lesionar-se no primeiro da noite e aproveitando a codícia do oponente, o cavaleiro de Pegões rubricou uma actuação em crescendo com os dois últimos curtos, o primeiro a sesgo e o segundo a quarteio, de nota. Com o Palha que abriu praça, Rouxinol luziu-se meritoriamente ante um exemplar de investidas violentas. João Salgueiro esteve também a grande altura na lide ao toiro de Herds Conde Cabral saído em segundo lugar, ao qual deu a primazia das investidas. Esteve correcto na brega e cravou a ferragem da ordem em sortes frontais de nota alta, os cravados em terceiro e quarto lugar. Com o quinto, um exemplar de Jorge Carvalho que correspondeu a todos os cites e que levou muitos capotazos, o cavaleiro de Pegões cumpriu, deixando a ferragem da ordem em sortes a quarteio.

João Moura Caetano não teve uma passagem feliz por Arruda dos Vinhos. Prejudicado pelo primeiro exemplar que lidou da ganadaria de Rio Frio, manso que não permitiu qualquer luzimento, Moura Caetano não se luziu no tom mais desejado no que fechou praça, um exemplar com ferro de seu pai manso e algo montado.

As pegas da noite estiveram a cargo dos grupos do Aposento do Barrete Verde de Alcochete, Aposento da Moita e Clube Taurino Alenquerense. João Salvação e Henrique Boieiro à primeira (Aposento Barrete Verde de Alcochete), João Rodrigues à quarta e Gustavo Martins à primeira (Aposento da Moita) e Nuno Gonçalves à segunda e Luis Saramago à primeira (Clube Taurino Alenquerense) foram os solistas da noite.

Dirigiu bem o espectáculo Pedro Reinhart assessorado pelo veterinário José Manuel Lourenço.

Fonte: http://www.oribatejo.pt/index.php?lop=conteudo&op=093f65e080a295f8076b1c5722a46aa2&id=e555ebe0ce426f7f9b2bef0706315e0c&drops%5Bdrop_edicao%5D=3&drops%5Bdrop_edicao%5D=6