As novas instalações do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), em Vila Franca de Xira, começaram a funcionar na passada segunda-feira, dia 23, e foram inauguradas terça-feira, 24. No dia da inauguração que contou com a presença de Vieira da Silva, ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, o edifício do IEFP já estava em pleno funcionamento, atendendo as cerca de duas dezenas de utentes presentes na sala de espera.

A construção do edifício que custou ao IEFP cerca de 2,2 milhões de euros, vai abranger os concelhos de Vila Franca de Xira, Alenquer, Arruda dos Vinhos e Azambuja, é o centro de emprego mais recente do país. O Centro dispõe de uma equipa de 28 funcionários de modo a “resolver mais eficaz e rapidamente o problema do desemprego na região”, explicou Francisco Madelino, presidente do IEFP.

Para Vieira da Silva, a inauguração deste espaço é “um passo importante no melhoramento da eficácia do trabalho neste sector. O IEFP continuará, agora de forma reforçada nesta região, a desempenhar um papel crucial nas políticas públicas do nosso país”.

O ministro fez questão de referir que existem políticas públicas que estão a mudar e que muitas dessas políticas atravessam o Instituto de Emprego e Formação Profissional. “O IEFP tem melhorado sistematicamente o seu desempenho na actuação como instrumento facilitador da colocação dos desempregados nas ofertas de trabalho existentes”.

“As dificuldades surgem na diferença existente entre as características dos postos de trabalho que as empresas oferecem e as características dos desempregados que estão inscritos nos centros de emprego. A falta de sintonia entre entidade empregadora e o nível de qualificação das pessoas que procuram emprego é uma das grandes preocupações com que o IEFP se debate actualmente”, continuou.

Vieira da Silva salientou ainda que o facto de existirem muitas empresas a procurarem mão-de-obra com um nível de qualificação não disponível no mercado foi uma das causas que levou o Governo a criar o programa Novas Oportunidades. “Queremos, com esta iniciativa, aumentar a qualificação dos portugueses e, desta forma, facilitar a sua integração nos postos de trabalho que a Economia vai gerando”.

A presidente da câmara municipal de Vila Franca de Xira destacou a importância do novo espaço, sobretudo, a qualidade das instalações e a celeridade no atendimento aos utentes.

Maria da Luz Rosinha salientou também a importância que o programa Novas Oportunidades tem representado para muitas pessoas que se vêem confrontadas com o problema do desemprego. “Uma pessoa aos 50 anos ainda é nova para parar de trabalhar e o facto de não ter estudos limita muito a sua procura por um novo emprego. A aquisição de novas competências através da iniciativa “Novas Oportunidades” vai permite concorrer a um mercado de trabalho muito mais abrangente”.

Na cerimónia de inauguração estiveram presentes, entre outros, Fernando Medina, secretário de Estado do Emprego e da Formação Profissional, Maria Guerreiro, Directora do Centro de Emprego de Vila Franca de Xira, Catarina Campos, Directora Regional do Centro de Emprego de Santarém e José Fidalgo, Presidente da Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira.

Fonte: http://semanal.omirante.pt/index.asp?idEdicao=297&id=36204&idSeccao=4229&Action=noticia

Anúncios