Foi a 26 de Outubro de 1970 que a ARA se estreou, com a sabotagem do navio «Cunene», que transportava material para a guerra colonial. No livro «Acção Revolucionária Armada – A história secreta do braço militar do PCP», o principal cérebro da organização, Raimundo Narciso, conta como tudo se passou.

 “…”

 Tudo era planeado e ensaiado no laboratório montado em Arruda dos Vinhos. O paiol estava escondido no Maxial (Torres Vedras). Em vinte meses foram efectuadas onze sabotagens

“…”

Fonte: http://raimundo.no.sapo.pt/Expresso.htm

Anúncios