A Divulgar Iniciativas vai criar, em 2009, um epicentro cultural em Arruda dos Vinhos. O novo espaço de cultura dispõe-se a acolher expressões artísticas de todos os feitios, sempre em tom luso. Para estrear o espaço há um consurso de bandas nacionais.

A DIBOX instala-se em Arruda dos Vinhos no próximo ano. Trata-se de um grande espaço cultural criado para dar vida à arte lusófona, promovido pelo projecto Divulgar Iniciativas. Na Primavera de 2009 e a cerca de 20 minutos da capital, esperam-se apresentações de diversas actividades artísticas. Para inaugurar a casa está prevista a primeira edição do Concurso Divulgar Bandas.

Constituída há menos de um ano, a Divulgar Iniciativas (DI) tomou a sua e resolveu criar um espaço com as condições mais adequadas ao trabalho que quer desenvolver. Ou seja, num só espaço conjugar uma sala de espectáculos, estúdio, loja e galeria vão compor a DIBOX.

A sala de espectáculos, com capacidade para cerca de 400 pessoas em pé, vai dedicar-se a actuações ao vivo de projectos musicais, DJ, stand up, teatro e dança. A aposta na qualidade acústica e no equipamento são fulcrais para a DI. «É nosso ponto de honra ter uma qualidade de som de grande nível, e um espaço onde qualquer artista se sinta bem e queira apresentar o seu trabalho», afirma Valdo Sabino, um dos responsáveis do novo espaço.

Quanto ao estúdio, vai ser ocupado por uma rádio on-line e ainda um estúdio de pós-produção. Há também espaço para exposições, instalações e outras actividades artísticas lusas.

Na agenda da DIBOX está desenhado o espaço para oito espectáculos mensais, com um cabeça de cartaz garantido. Para além da actividade da sala principal estão previstas uma sessão DJ, apresentação de vários novos projectos, festas temáticas, exposições e animações diárias no espaço de Galeria ou Restauração.

De acordo com Valdo Sabino, Arruda dos Vinhos situa-se num ponto estratégico relevante quer graças à localização e bons acessos quer por não existirem equipamentos nem iniciativas daquele género e dimensão.

Quanto ao financiamento, trata-se de um «investimento é completamente privado», sublinha Sabino. Entretanto, estão a ser desenvolvidos contactos com vista a apoios protocolares e parcerias com algumas instituições públicas e privadas, tendo em vista o «apoio à divulgação do projecto, iniciativas e eventos, ou de cedência de equipamentos e meios, mas nunca ao nível financeiro», explica o responsável. A autarquia local, a Associação de Municípios do Oeste, o Núcleo de Turismo do Oeste e a Universidade Lusófona são algumas das instituições contactadas.

Os responsáveis contam nesta altura com duas iniciativas para dinamizar o local. O concurso Divulgar Bandas, com data marcada para a abertura da DI Box, e ainda o Festival do Oeste, que, naquela zona, vai juntar bandas, artistas, artesãos e performers.
 

Divulgar novos talentos luso-musicais
 
Até 31 de Dezembro estão abertas as inscrições para a primeira edição do concurso Divulgar Bandas, a contar com vinte projectos nacionais. Os finalistas, apurados entre 28 de Março e 4 de Julho de 2009, têm assegurada «a ajuda na divulgação da sua arte», garante a organização.

Após quatro eliminatórias e duas semi-finais, a Divulgar Iniciativas atribui no último dia de música, 4 de Julho, o prémio à banda vencedora. Consiste na gravação de um cd single, de um teledisco e ainda de uma sessão fotográfica profissional. Quanto aos restantes finalistas, têm também garantida a participação numa compilação discográfica a lançar pela Divulgar Iniciativas.

No evento podem participar todos os artistas nacionais ou de origem lusófona, sem contrato discográfico. A organização aceita também bandas com edições de autor ou incluídas em compilações. Para concorrer, os projectos musicais devem enviar uma maqueta com três temas originais, compostas por letra e música, com menos de cinco minutos.

A partir de 2010 a Divulgar Bandas vai tornar-se numa «espécie de resumo» daquilo que se vai passar durante o ano, refere Valdo Sabino.

Fonte: http://rascunho.net/artigo.php?id=2225

Anúncios