A ORDEM DE SANTIAGO
Ordens militares portuguezas
I Ordem de Santiago, por Manoel Xavier Trindade Roquette, Tenente de Infanteria, com um Prefacio de João Carlos Rodrigues da Costa, Coronel de Artilharia. Leiria, 1901.

“A Ordem de Santiago da Espada foi instituída em 1170 por D. Fernando II de Leão, e teve em Cáceres o seu primeiro assento. Passou d’aqui para Castella, estabelecendo-se em Uclès, d’onde irradiou para Portugal, recebendo de D. Afonso I, em 1172, a doação da vila da Arruda; mas, certeza nenhuma existe, dos Cavaleiros terem nestes tempos fixado domicilio no reino.

No Livro dos Copos transcreveu-se uma bula, não autentica, de Alexandre III, datada de 3 de julho de 1175, na qual ha referencia á Ordem possuir então Alcácer, Almada e Arruda, castellos, que, juntamente com o de Palmella, lhe foram doados por D. Sancho I em 28 de outubro de 1186.

Postos os Spatarios na vanguarda das conquistas cristãs, não puderam suportar o peso das armas musulmanas, e em 11Q1 estava perdido todo o território alem do Tejo, que três daquelles castellos dominavam. Conservaram porem os Cavaleiros, apesar do desastre, a protecção dei Rei, que em 1193 lhes doou a torre e paços da Alcáçova de Santarém, e em 1194 o edifício de Santos ao poente de Lisboa.”

Fonte:
“Critica e historia; estudos (1910)”
Author: Braamcamp Freire, Anselmo, 1849-1921
http://www26.us.archive.org/details/criticaehistoria00braa