“Este artigo pretende analisar o problema da extinção da Ordem do Templo em Portugal e da sua sucessão pela Ordem de Cristo.”

“No dia 15 de Abril de 1310, em Tordesilhas, o arcebispo de Toledo, e os bispos de Palencia e de Lisboa, expediram um édito citando o preceptor-mor da Ordem do Templo na Hispania e todos os freires existentes nos reinos de Castela e de Leão, mandando-os comparecerem em Medina del Campo, a 27 desse mesmo mês, a fim de darem resposta às acusações de que eram alvo. Aqui, vários eclesiásticos portugueses, entre eles, como escrevemos, o bispo de Lisboa, mas também o reitor da igreja de Santa Maria da Arruda, o preceptor de Silves e um cónego desta diocese, testemunharam o exame.

A Extinção da Ordem do Templo em Portugal e as conclusões que se revelaram improcedentes, mas remeteram ao Papa a decisão final”

Fonte: Saul António Gomes, “A Extinção da Ordem do Templo em Portugal”,
http://www.uc.pt/chsc/rhsc/rhsc_11/rhsc11_75-116_sag.pdf

Anúncios