Category: 2011


Esta foi a terceira vitória consecutiva de Vasco Azevedo (Lamego) na Maratona de Lisboa, a quarta no total, se contabilizarmos a vitória em 2007. Melhor que há um ano, num percurso idêntico, Vasco Azevedo teve de se esforçar para fugir do ucraniano Anatolii Arzhekhovskyi, que acabou por ficar no segundo lugar. O tempo de 2:22.03 horas alcançado pelo português fica, contudo, longe dos 2:19.57 horas de 2007, embora deva ser considerada a idade do atleta (37 anos) e a maior dificuldade do percurso. “Sinto-me contente por ser a primeira pessoa a conseguir isso”, referiu-se Vasco Azevedo à sua terceira vitória consecutiva. O atleta nortenho referiu-se também à diferença entre a prova de 2010 e a deste ano : “este ano tive mais luta este ano tive companhia até aos 40 quilómetros, o ano passado aos 25 quilómetros já vinha sozinho”. Fechou o pódio Viljar Vallimãe (Estónia), com 02:25.44 horas, chegando o pódio português do Campeonato Nacional de Maratona ainda abaixo das 2:30 horas, através de Daniel Peixoto (2:28.30) e Carlos Santos (2:28.58). A profundidade da prova masculina melhorou relativamente há um ano, com cinco atletas abaixo das 2:30 horas, contra os três atletas abaixo deste tempo, há um ano.

Tal como já havia ocorrido no Campeonato de Portugal de 10000 metros da época passada, curiosamente realizada no Estádio 1º de Maio, Anabela Tavares (Arrudense) mostrou que a sua estreia na Maratona este ano, no Algarve, foi uma aposta ganha. A atleta teve vida mais facilitada que Vasco Azevedo, dado que a russa presente, Larisa Androsova, esteve muito longe de outras atletas russas que já passaram pela competição, como as vencedoras das duas edições anteriores (Marina Kovaleva e Yulia Mochalova). As 2:50.15 horas de Anabela Tavares só tiveram pior nas duas primeiras edições do evento, nos anos 80 e desde aí nunca uma vencedora tinha demorado mais que 2:50 horas. “Estou muito emocionada, a corrida foi muito boa”, disse Anabela Tavares, queixando-se do final muito duro. “O sabor de ser campeã nacional é muito bom, não estava a espera de ser campeã”, disse ao Atleta-Digital. Os altos e baixo do percurso e a pouca competitividade permitiu a Anabela Tavares sagrar-se campeã, com a segunda portuguesa a ser a terceira no pódio da competição, Lídia Pereira (2:58.40 horas), atleta já com 44 anos de idade. A terceira, e última (!), do campeonato nacional acabou por ser Filomena Costa, também do CP Mangualde, com 3:44.05 horas…

RESULTADOS (Maratona):

Masculinos:
1. Vasco Azevedo (SC Lamêgo) – 02:22.03
2. Anatolii Arzhekhovskyi (Ucrânia) – 02:22.25
3. Viljar Vallimãe (Estónia) – 02:25.44
4. Daniel Peixoto (ADERCUS) – 02:28.30
5. Carlos Santos (SL Benfica) – 02:28.58

Femininos:
1. Anabela Tavares (CRD Arrudense) – 02:50.19
2. Larisa Androsova (Russia) – 02:55.33
3. Lídia Pereira (CP Mangualde) – 02:58.41
4. Carla Pinto (GD Macedo) – 03:11.56
5. Sylvie Durand (França) – 3:19.58

Fonte: http://atleta-digital.com/index.php?option=com_content&task=view&id=4140&Itemid=51

Anúncios

Na Maratona de Turim foi 7º classificado.

Complicaram-se hoje as contas para a disputa por um lugar na prova de Maratona nos Jogos Olímpicos, com Hermano Ferreira a alcançar o mínimo ‘B’ tal como antes já o conseguira Luís Feiteira.

Em 2010 o fundista português tinha chegado a 2:13.28 horas em Viena, que lhe permitiu marcar presença no Europeu de Ar Livre, em 2011, no dia de hoje, a mesma marca foi alcançada em Turim, que constituí mínimos ‘B’ para os Jogos Olímpicos de 2012. A prova de hoje teve uma profundidade de resultados interessantes com cinco atletas abaixo das 2:10 horas, numa prova disputada e vencida pelo marroquino Aziz el Idrissi, que terminou em 2:08.13 horas, numa prova onde caíram vários recordes pessoais.

No caso do português caiu o recorde pessoal, mas por igualdade com a marca de Viena, chegando Hermano Ferreira no 7º lugar, o melhor europeu em prova, à frente do italiano Giovanni Gualdi (2:14.01 horas). Com esta marca, de 2:13.28 horas, Hermano Ferreira está ainda longe de ter garantido presença em Londres, até porque Luís Feiteira fez no passado mês de Outubro o registo de 2:13.12 horas o que o coloca, à partida, como o preferido nas contas da selecção nacional, até pelo seu historial, embora não seja de excluir a hipótese de ter de haver desempate em algum evento na primavera de 2012.

Ainda nesta prova, a vencedora feminina foi a ucraniana Yuliya Ruban, com a marca de 2:27.10 horas, seguida por mais duas atletas europeias de leste : Rasa Drazdauskaité (2:29.47) e Silviya Skvortsova (2:30.09).

RESULTADOS:

Masculinos:
1. Aziz el Idrissi (Marrocos) – 2:08.13
2. William Chebor (Quénia) – 2:08.21
3. Mergesa Bacha (Etiópia) – 2:08.55
4. Peter Kirui (Quénia) – 2:08.56
5. Antony Wairuri (Quénia) – 2:09.48

7. Hermano Ferreira (Portugal) – 2:13.28

Femininos:
1. Yuliya Ruban (Ucrânia) – 2:27.10
2. Rasa Drazdauskaité (Lituânia) – 2:29.47
3. Silviya Skvortsova (Rússia) – 2:30.09
4. Debellu Gemechu (Etiópia) – 2:30.55
5. Olivera Jevtic (Sérvia) – 2:32.09

Os concelhos de Arruda e Sobral não estão devidamente abrangidos pelo sinal terrestre do novo sistema de televisão TDT, o que poderá obrigar os respectivos habitantes, para além da necessidade de comprarem descodificadores para continuarem a ver os quatro canais abertos, a terem também que comprar e pagar a instalação de uma antena parabólica. Significa isto que os gastos poderão atingir, no mínimo, os 116 euros. Os autarcas locais não se conformam e vão exigir, na próxima semana, o adiamento do corte das emissões no antigo sistema analógico previsto para 12 de Janeiro e medidas que garantam a cobertura destes concelhos com sinal terrestre de TDT.

Os autarcas locais vão apresentar a exigência à Anacom e à PT, porque perceberam, nas últimas semanas, que os seus territórios vão ficar numa chamada zona “cinzenta” sem cobertura que permita ver os quatro canais abertos de televisão em boas condições apenas com o auxílio de um descodificador. Segundo a Anacom, o contrato de concessão da rede de TDT à Portugal Telecom (PT) já previa uma cobertura só de cerca de 85% do território nacional e os equipamentos instalados pela PT até deverão permitir ultrapassar ligeiramente essa percentagem. Mas Arruda e Sobral poderão ser dois dos municípios já afectados a partir de 12 de Janeiro com o corte do antigo sinal analógico em toda a faixa litoral do país, sem que o simples descodificador garanta às respectivas populações uma boa captação destes canais. Nesse caso, explica uma porta-voz da Anacom, as pessoas poderão ter que adquirir também uma antena parabólica e pagar a respectiva instalação para terem acesso à TDT por satélite. Mas, garante, foi assumido pela PT que o fornecimento do kit para a TDT por satélite não ultrapassará os 55 euros (33 para famílias comprovadamente carenciadas), acrescidos de um valor máximo de 61 euros para a antena, para os cabos e para o trabalho de instalação, o que totalizará 116 euros.
Fonte: http://vozribatejana.blogspot.pt/2011_12_01_archive.html

Do total de municípios, 39 (12,6 por cento) tinham valores superiores a 100, numa lista liderada por Lisboa, com 232,5, mais do dobro da média nacional, indica o estudo sobre o poder de compra concelhio, hoje divulgado pelo INE.

A nível nacional, o valor em Portugal Continental é de 100,5, contra os 86,1 dos Açores e 94,7 da Madeira.

O documento aponta para a existência de “uma associação positiva entre o grau de urbanização das unidades territoriais e o poder de compra aí manifestado quotidianamente”.

As regiões de Lisboa (134,2) e do Algarve (100,4) eram as que registavam valores acima do poder de compra per capita médio nacional, enquanto as restantes regiões tinham valores inferiores: Alentejo (88,4), Norte (87,6) e Centro (84,4).

Entre os concelhos com mais poder de compra, 16 tinham um valor superior a 120 e estavam situados nas áreas metropolitanas de Lisboa (Lisboa, Oeiras, Cascais, Montijo, Alcochete, Almada e Loures) e do Porto (Porto, Matosinhos e São João da Madeira)

A estes juntam-se também algumas capitais de distrito (Faro, Coimbra, Aveiro, Funchal), e ainda Porto Santo (Madeira) e Sines.

Por outro lado, 185 concelhos (60% do total) tinham um poder de compra inferior a 75.

O INE revela ainda que existem 12 concelhos com poder de compra abaixo de metade (menos de 50) da média nacional.

Os moradores de Lisboa têm quase cinco vezes mais poder de compra comparativamente aos de Sernancelhe (Viseu), o concelho do país com menor poder de compra por habitante (47,36, menos de metade da média nacional que é 50).

“Dos 12 municípios com menor poder de compra per capita manifestado, 10 pertenciam ao Interior da região Norte, distribuindo-se pelas sub-regiões Tâmega, Douro e Alto Trás-os-Montes, e dois ao Interior da região Centro (Dão-Lafões)”, indica o estudo do INE.

Na região do Tâmega, são os casos de Celorico de Basto (47,73), Cinfães (49,35), Mondim de Basto (49,63), Resende (49,93) e Ribeira de Pena (48,87), enquanto no Douro estão nesta situação, além de Sernancelhe, Armamar (49,49) e Penedono (49,83).

No Alto Trás-os-Montes, Valpaços (49,52) e Vinhais (49,00) têm valores inferiores à média nacional, e ainda Penalva do Castelo (49,69) e Vila Nova de Paiva (49,35), na região Dão-Lafões.

Figueira de Castelo Rodrigo foi o que mais ganhou

Figueira de Castelo Rodrigo é o concelho em que cada residente ganhou mais poder de compra entre 2007 e 2009 e Porto Santo onde mais se perdeu.

O Indicador per Capita (IpC) do poder de compra concelhio de Figueira de Castelo Rodrigo é o que mais cresce entre os dois anos: subiu 13,21 pontos, de 54,8 para 68,01.

Ou seja, apesar de ter o maior salto absoluto continua muito abaixo da média nacional (índice 100).

Depois de Figueira de Castelo Rodrigo, quem mais cresce é Oeiras, que reforça a posição de segundo concelho do país com maior poder de compra por habitante (depois de Lisboa): sobre 12,32 pontos de 172,95 para 185,27.

Ou seja, em 2009, cada habitante de Oeiras tinha quase o triplo do poder de compra de quem reside em Figueira de Castelo Rodrigo.

Nos 10 concelhos em que cada habitante ganhou mais poder de compra de 2007 para 2009, seguem-se Loures (mais 10 pontos), Alter do Chão (mais 9,31), Ferreira do Alentejo (mais 8,61), Porto (mais 8,27), Arruda dos Vinhos (mais 8,06), Machico (mais 8,06), Arronches (mais 6,61) e Vila Velha de Ródão (mais 6,33).

No extremo oposto está Porto Santo, na Região Autónoma da Madeira, onde o IpC caiu 19,68 pontos, de 139,92 para 120,24, permanecendo cada residente na ilha com um poder de compra acima da média nacional.

Ainda entre os 10 concelhos cujo IpC mais desceu estão Albufeira (menos 16,08), Alcochete (menos 12,23), Marinha Grande (menos 10,43), Lagoa (menos 9,82), Vila Franca de Xira (menos 8,88), Vila Viçosa (menos 7,73), São Brás de Alportel (menos 7,34), Entroncamento (menos 7,28) e Lagos (menos 6,75).

A região dos Açores regista a maior subida do Indicador per Capita (IpC) do poder de compra do Instituto Nacional de Estatística (INE) entre 2007 e 2009, enquanto o Algarve tem a maior queda.

As outras duas regiões do Continente cujo IpC desceu são as duas únicas que têm poder de compra acima da média nacional: Lisboa desceu 2,70 para 134,15 pontos e o Algarve teve a maior queda, de 3,25 por cento, ficando nos 100,4 pontos.

Nas regiões NUTS III, a maior variação foi a do Alentejo Litoral, com o poder de compra por habitante a crescer 4,77 pontos (para 95,30 pontos).

Fonte: http://economia.publico.pt/Noticia/ha-39-municipios-em-portugal-com-poder-de-compra-acima-da-media-nacional-1520358

Escola de futebol em Santiago dos Velhos

28-10-2011
18:00  ›   Inauguração do Certame e lançamento de vinhos novos da Adega Cooperativa de Arruda dos Vinhos. Entrega de prémios do concurso “Selezionne del Sindaco”7
21:30  ›   Espetáculo com “3 Gerações” – Mónica Sintra, Ana e Nucha
00:00  ›   Espetáculo com “Índios e Samurais” – tributo a Rui Veloso
02:00  ›   Encerramento

29-10-2011
12:00  ›   Abertura do certame
16:00  ›   Animação com “Os Chafaristas”
20:00  ›   Animação com o organista Paulo Pereira
22:00  ›   Miss Festa da Vinha e do Vinho

No intervalo atuações do grupo MTV Dance do Clube Recreativo e Desportivo Arrudense e do Grupo UNNAMED CREW do Rancho Folclórico Podas e Vindimas
No final continuação da animação com Paulo Pereira

02:00  ›   Encerramento

30-10-2011
12:00  ›   Abertura do certame
16:00  ›   Espetáculo infantil “Arruda tem Talentos”
17:00  ›   Atuação da “Banda Musical Cordas Soltas”
22:00  ›   Espetáculo com Miguel e André
00:00  ›   Encerramento

31-10-2011
18:00  ›   Abertura do certame
20:00  ›   Abertura do Espaço Infantil da Escola Profissional Gustave Eiffel
21:00  ›   Thriller Night pelos alunos Escola Profissional Gustave Eiffel
22:00  ›   Espetáculo com “Portugal em Palco”
02:00  ›   Encerramento

01-11-2011
12:00  ›   Abertura do certame
15:00  ›   Animação com Luís Dinis
17:00  ›   Atuação do Rancho Folclórico Podas e Vindimas de Arruda dos Vinhos
18:30  ›   Oferta de castanha e água-pé
21:00  ›   Sorteio a favor dos Bombeiros Voluntários de Arruda dos Vinhos
22:00  ›   Espetáculo com Emanuel
00:00  ›   Encerramento

A direcção da Agrocamprest enviou, em Agosto, uma proposta formal de fusão à vizinha Adega Cooperativa de Arruda dos Vinhos. Os autores da proposta aguardam, ainda, uma resposta da direcção da adega, mas acham que esta fusão “seria benéfica para as duas instituições e para os agricultores da região”.

Actualmente, a cooperativa Agrocamprest, criada em 1977, tem cerca de 4400 sócios e um volume de negócios de 10 milhões de euros. A Adega Cooperativa reúne cerca de 1200 sócios e tem um movimento anual da ordem de 1, 5 milhões de euros. As escassas dezenas de metros que separam as instalações das duas cooperativas poderão ser mais uma vantagem numa eventual fusão e o facto da grande maioria dos sócios da Adega também serem sócios da Agrocamprest poderá ajudar.
Segundo o presidente da Agrocamprest, Luís Alenquer, uma proposta semelhante foi colocada pela Agrocamprest à Adega há cerca de 7 anos mas não teve resposta positiva. “Achámos que era altura para fazer novamente esta proposta à Adega Cooperativa, temos ideias para o futuro desta região ligadas à vinha, ligadas às castas e à cultura da vinha, para não abandonar. Por isso fizemos essa proposta e estamos a aguardar”, explicou ao Voz Ribatejana.
Fonte: Voz Ribatejan, http://vozribatejana.blogspot.pt/2011/09/agrocamprest-propoe-fusao-adega-de.html

Passeio Cicloturismo da Casa do Benfica de Arruda dos Vinhos

Data: 16 Outubro 2011
Percurso 50Km
Concentração 8h junto aos Bombeiros de Arruda dos Vinhos
Partida ás 9h
Banhos e Almoço no final
Inscrições e informações:
Tel.: 919876701/965077043
E-mail: marioanagua@gmail.com

Fonte: Calendário da FPCUB

Arruda dos Vinhos: Arruda BTT XP

?

Evento de bicicletas de todo o terreno (BTT) aberto a todas as pessoas.

Uma organização da Paróquia de Arruda dos Vinhos com o objetivo de angariar fundos para as obras paroquiais.
http://www.arrudabttxp.com
 
Paróquia de Arruda dos Vinhos
Rua 5 de Outubro, n.º 49, 1.º
2630-205, Arruda dos Vinhos
maratona@arrudabttxp.com 
 
Local: Arruda dos Vinhos

16-09-2011
   
09:00  ›   Alvorada de 21 tiros a anunciar o início das festas  
15:00  ›   Música difundida por aparelhagem sonora
20:00  ›   Abertura do Bar da Comissão de Festas, com bebidas e petiscos
20:30  ›   Abertura da Quermesse, com valiosos prémios 
21:00  ›   Atuação de grupo de Hip-Hop “Unnamed Crew” 
22:30  ›   Largada de Touros da Ganadaria Caseirito, seguindo-se a noite da sardinha assada e pão, oferta da Junta de Freguesia de Cardosas. 
 
17-09-2011
  
08:30  ›   Concentração para o Passeio de BTT, organizado pelo Clube Desportivo, Recreativo e Cultural de Cardosas 
09:00  ›   Alvorada
09:15  ›   Partida para o Passeio de BTT 
10:00  ›   Missa por alma dos paroquianos falecidos 
11:30  ›   Música difundida por aparelhagem sonora 
14:30  ›   Abertura do Bar da Comissão de Festas, com bebidas e petiscos. Abertura da Quermesse com valiosos prémios  
15:00  ›   Atuação do “Grupo de Cavaquinhos da Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de Alverca” 
16:00  ›   Atuação do Grupo de Danças Oriental do Clube Recreativo Desportivo Arrudense  
17:00  ›   Largada de vacas da ganadaria Caseirito  
21:00  ›   Início do arraial, no Largo das Cardosas, com o “Grupo de Baile Via Láctea”  
21:00  ›   Oração de vésperas e confissões, na Igreja 
23:00  ›   Atuação, no Largo das cardosas, do artista “Flávio Serrinha” 

18-09-2011
   
08:00  ›   Alvorada
08:00  ›   Abertura do Bar da Comissão de Festas, com bebidas e petiscos  
08:30  ›   Concentração para o 8.º Passeio de Vespas (só vespas) 
09:30  ›   Partida do 8.º Passeio de Vespas, pelo Concelho de Arruda dos Vinhos 
12:00  ›   Chegada das Vespas, seguindo-se o almoço para os participantes e inscritos 
13:00  ›   Música difundida por aparelhagem sonora  
14:30  ›   Chegada da “Banda de Música da Santa Casa da Misericórdia de Arruda dos Vinhos”
15:00  ›   Abertura da Quermesse, com valiosos prémios
15:45  ›   A Banda de Música acompanhará os Juízes da Festa: Cláudia Filipa Neto da Silva e Frederico Oliveira Martins, à Igreja
16:00  ›   Missa solene em Honra do Padroeiro S. Miguel Arcanjo     
17:00  ›   Procissão em Honra de S. Miguel Arcanjo, acompanhada pela “Banda de Música da Santa Casa da Misericórdia de Arruda dos Vinhos”     
18:30  ›   Concerto pela “Banda de Música da Santa Casa da Misericórdia de Arruda dos Vinhos”
21:00  ›   Inicio do Arraial, no Largo de Cardosas, com o grupo de baile “Raul e Eu + Empregados”
22:00  ›   Atuação da Marcha do Clube Recreativo Desportivo Arrudense. Continuação do Arraial