Archive for Abril, 2013


A mostra gastronómica «Carnes de Capoeira» decorre durante todo o mês de maio em Arruda dos Vinhos.

Como ingrediente tipicamente usado na região, a carne de capoeira (frango, coelho, galo, pato) encontra receitas de cozinha tradicional e também versóes modernas, em 13 restaurantes de Arruda. Fica a lista dos estabelecimentos com morada e respetivas especialidades:

AO FORNO RESTAURANTE

Rua Cândido dos Reis, 42 2630-233 Arruda dos Vinhos

Tf.: 263 976 446 | Tl.: 937 567 000

cartazdaromas@gmail.com

Encerra à 3.ª feira

Especialidades: Pasta de Frango, Pizza de Frango em Forno de Lenha, Salada de Frango (Todos os dias ao almoço e jantar)

 

CLUB DOS BIFES

Rua João de Deus

2630 Arruda dos Vinhos

Tlf.: 263 098 420 | Tl.: 917 361 239

restauranteclubdosbifes@gmail.com

Encerra ao domingo

Especialidades: Coelho à Pai do Céu (Ao Sábado)

 

KOTTADA DE GALOPIN

Quinta da Pataca, 2630-176 Arruda dos Vinhos

tlf.: 263 854 300

geral@kottada.com

Encerra à 3.ª feira

Especilidades: Galo Assado com Ervas Aromáticas e Lagosta (Aos fins-de-semana)

 

NAZARETH

Rua Cândido dos Reis, 57, 2630 Arruda dos Vinhos

Tf.: 263 975 503 | Tl.: 917 641 293

Encerra domingo ao jantar

Especilidades: Arroz de Pato no Forno (Aos fins-de-semana)

 

BARRIL

Casal do Urjal, Rondulha, 2630 Cardosas

Tf.: 263 281 665 | Tl.: 916 619 613

catarina.bexiga@gmail.com

Encerra à 2.ª feira ao jantar

Especialidades: Bifinhos de Frango à Barril (Aos fins-de-semana)

 

O CANTINHO DA GRANJA

Casais da Granja, 2630 Arruda dos Vinhos

Tl.: 916 663 045

ric-franca@hotmail.com

Encerra à 3.ª feira

Especialidades: Coelho à Cantinho (Todos os dias ao almoço e jantar)

 

O CANTINHO DA INÊS

Rua Eng. Francisco Borges, Edifício Camprest 2630-162 Arruda dos Vinhos

Tl.: 963 232 062

Encerra ao domingo

Especialidades: Arroz de Pato (6.ª feira ao almoço e jantar)

 

O GALO DO CARRASQUEIRO

EN do Carrasqueiro, 33, 2630 Arruda dos Vinhos

Tl.: 916213157

o-galo-do-carrasqueiro@live.com.pt

Não encerra

Especialidades: Galo à Moda da Avózinha (Aos fins-de-semana e 4.ª feira ao almoço)

 

O LAGAR DO MÁRIO

Rua 25 de Abril, 70, 2630-111 Arruda dos Vinhos

Tf.: 219 512 236 | Tl.: 919 812 059

balmariolopes@gmail.com

Encerra à 5.ª feira

Especialidades: Pato à Lavrador (Ao domingo)

 

O VALVERDE

Travessa do Cerrado, n.º 6 A, 2630 Louriceira de Baixo

Tl. 933 372 850

sergio.valverde@live.com.pt

Encerra à 5.ª feira

Especialides: Tachada de Coelho (Todos os dias ao almoço e jantar)

 

SALOIO

Giesteira, 2630 Arruda dos Vinhos

Tl.: 916 839 234

Encerra à 2.ª feira

Especialidade: Saloiada (Aos fins-de-semana)

 

TABERNA TI’AMÉLIA

Rua Cândido dos Reis, 12 2630-233 Arruda dos Vinhos

Tf.: 263 978 249

Encerra ao domingo

Especialidade: Pato no Forno com Arroz no Forno (6.ª feira ao jantar e sábado)

 

TASCA DO BECO TORTO

Beco Torto, 25, 2630 Arruda dos Vinhos

Tf.: 263 976 500 | Tl.: 965 721 634

lua.canela1@gmail.com

Encerra ao sábado

Especialidade: Mil Folhas de Pato (Ao domingo)

Fonte: http://sabores.sapo.pt/noticia/restaurantes-de-arruda-dos-vinhos-apostam-na-carne-de-c

Anúncios

Os casos de jovens com comportamentos desviantes devido à falta de cuidados parentais estão a aumentar em Arruda dos Vinhos, alertou a presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) do concelho.

Liseta Oliveira disse à agência Lusa que o tipo de casos que chegam à CPCJ está a mudar, sendo “preocupante” o número cada vez maior de jovens, entre os 15 e os 18 anos, com comportamentos desviantes dentro e fora da escola.

A CPCJ de Arruda dos Vinhos inaugura hoje novas instalações numa cerimónia presidida por Armando Leandro, presidente da Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens.

Segundo a responsável, existem 21 processos abertos no concelho, um número considerado “significativo”.

Em 2012, a CPCJ teve 84 processos, 50 dos quais foram novos e 38 transitaram de 2011.

A presidente da CPCJ aponta como razões para os casos de jovens com comportamentos desviantes e do abandono escolar a “ausência de comportamentos parentais” – uma vez que a maioria dos dois progenitores trabalha -, negligência da família ou problemas de violência doméstica.

A responsável alertou para a falta de respostas sociais no concelho, nomeadamente actividades de tempos livres após as aulas, para ocupação dos jovens, de modo a prevenir estes casos.

Para combater o abandono escolar, com o alargamento da escolaridade obrigatória até ao 12.º ano, o Externato João Alberto Faria criou um pólo de formação profissional.

A CPCJ espera aumentar este ano o número de processos, devido à crise económica, ao defender que “o acesso à educação, à saúde e à higiene está comprometido”.

Com as novas instalações, localizadas no rés-do-chão do terminal rodoviário da vila, a CPCJ considera que vai passar a ter maior visibilidade, estando na expectativa de poder vir a ser mais procurada por quem possa alertar para eventuais novos casos.

Fonte: http://www.omirante.pt/noticia.asp?idEdicao=54&id=59665&idSeccao=479&Action=noticia#.UX4-oqLvvaI

Foi apresentada no passado sábado, dia 20 – no decorrer na Gala da Tertúlia O Piriquita a Feira Taurina 2013 da localidade de Arruda dos Vinhos.

Numa colaboração conjunta entre a Tauroleve e a Piriquita, o certame contempla duas corridas de toiros à portuguesa nos dias 16 e 17 de Agosto, ambas a serem realizadas às 22 horas, e contarão com cartazes rematados e de impacto para todos os amantes da Festa Brava.

No dia 16, atuarão os cavaleiros Sónia Matias, Ana Batista e Marcelo Mendes que enfrentarão um imponente curro de toiros da prestigiada ganadaria de Ortigão Costa. As pegas estarão a cargo dos amadores de Santarém e Vila Franca de Xira.

No dia 17, anuncia-se um acontecimento único na tauromaquia portuguesa e em especial para esta localidade. A corrida comemorativa do 40º Aniversário do Externato João Alberto Faria contará com um duelo ganadero entre Portugal e Espanha, e com um cartel de inigualável valor artístico. O XVI Concurso de Ganadarias terá como ganadarias as emblemáticas divisas portuguesas de Palha, Oliveiras Irmãos e Murteira Grave, e as espanholas de Miura, Victorino Martin e Cebada Gago, que serão lidados por Luis Rouxinol, Duarte Pinto e João Salgueiro da Costa, estando as pegas a cargo dos Amadores de Montemor e Arruda dos Vinhos.

Será certamente um grande momento da nossa tauromaquia, no qual o público irá corresponder!

Fonte: http://www.solesombra.net/feira-de-arruda-dos-vinhos-apresentada/

2013_25_de_abril_arruda_dos_vinhos

Um dos problemas centrais da história de Portugal e de Espanha continua a ser o de compreender como, depois de desempenharem um papel pioneiro, vieram a perdê-lo durante o processo de transição do capitalismo mercantil para o capitalismo industrial na Europa, acompanhando tais modificações com extrema dificuldade.».

Efectivamente assim foi. Todavia, como observa Jorge Pedreira não deixando de ir ao encontro da opinião da citada autora, naquilo que respeita aos nossos atrasos de ordem económica «em meados de Setecentos perecem, portanto ligeiros, são estreitas as distâncias entre os níveis de desenvolvimento e de bem-estar dos diversos países ou regiões da Europa».

No período agora tratado, em Alenquer e no seu termo, assinala-se a existência das seguintes actividades manufactureiras: Saboarias, uma longa tradição artesanal que remonta à Idade Média. Segundo João Pedro Ferro «existia fabricação e venda de sabão preto em Alenquer, Arruda, Aldeia Galega, Óbidos e Atouguia, cujo monopólio foi concedido no início do século XV a Gomes Dias de Góis (…) por sua morte passou a seu filho, Lopo Dias a ele sucedendo também o filho, Rui Dias de Góis, pai de Damião de Góis.»

Fonte: http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/3559/9/ulfl082022_10_tm_industria.pdf

Quanto à vida profissional e eclesiástica, sabemos apenas que, em 1610, foi secretário do arcebispo de Évora d. diogo de sousa em 1625, Roboredo era o preceptor (mestre) de d. duarte e de d. francisco de Castelo Branco Coutinho, filhos de d. francisco de castelo Branco e netos de d. duarte de castelo Branco, conde de sabugal, meirinho-mor do reino e vedor da fazenda. nesta época, também era o professor particular dos filhos de d. Baltasar de teive, um fidalgo espanhol a residir em portugal, (talvez) natural de salamanca. dois anos mais tarde, em 1627, amaro de roboredo era beneficiado da igreja de nossa senhora da salvação, em arruda dos vinhos, pertencente à vigararia de alenquer, da diocese de lisboa (11).

(11) segundo o pároco de nossa senhora da salvação, em arruda, não há qualquer documento da época nessa paróquia nem há qualquer dado sobre roboredo em monografias locais. no entanto, e de acordo com o mesmo pároco, no século Xvii, o reitor e, mais tarde, o prior de arruda era apresentado pelos cónegos regrantes de santo agostinho, a partir da igreja da graça, em lisboa, os mais pertenciam ao mosteiro de s. vicente de fora. no entanto, ele apenas era beneficiado lá e arruda tinha, nesta altura, seis (6) beneficiados, para além do prior. daí não podermos concluir se roboredo pertencia à ordem dos cónegos regrantes de santo agostinho. tudo parece indicar que amaro de roboredo seria um padre secular.

Fonte: http://dlac.utad.pt/7.%20Methodo%20Grammatical_Estudo%20Introdut%F3rio.pdf

QUINTA DE SÃO SEBASTIÃO GRANDE ESCOLHA 2008

Este vinho chegou-me à pouco mais de 2 meses, juntamente com o Mina Velha. Este é o topo de gama do produtor, de Arruda dos Vinhos. Seguindo directamente ao vinho, mostrou-se com uma cor violeta escuro, quase opaco. No nariz é bem interessante, mostrando boa complexidade de aromas, frutos silvestres, tostado, especiarias e ligeiro vegetal. Na boca, seco, acidez alta, com corpo médio, frutado, especiado, madeira presente, intenso, complexo e de final longo e persistente. Um vinho de grande qualidade mas que a meu ver, ainda vai melhorar em garrafa, pois o alcool nota-se muito solto do resto e fica a trabalhar na boca mais tempo que o devido, fazendo que o vinho fique um pouco desiquilibrado, e daí a minha nota. Mas é um bom vinho. Comprem mas guardem-no. Daqui a uns 2 anos está com toda a certeza melhor. Assim esperamos.

Região: Vinho Regional de Lisboa
Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz, Merlot e Syrah
Tipo: Tinto
Álcool: 14,5%
Produtor: Quinta de São Sebastião (Sociedade Agrícola de Arruda, Lda)
Nota Pessoal: 16
Preço: 21€ na loja online do produtor ou em garrafeiras

Fonte: http://adegadosleigos.blogspot.pt/2013/03/quinta-de-sao-sebastiao-grande-escolha.html

O novo Hospital de Vila Franca de Xira, que custou 108 milhões de euros, para servir 245 mil utentes de cinco concelhos, começa hoje a receber os primeiros doentes, estando previsto funcionar em pleno a 03 de abril.

O equipamento hospitalar vai prestar cuidados de saúde às populações dos concelhos de Vila Franca de Xira, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Azambuja e Benavente.

A deslocação de serviços do atual para o novo hospital arranca hoje com a abertura dos serviços de consultas externa, de medicina física e reabilitação, dos exames especiais e meios complementares de diagnóstico e terapêutica e do hospital de dia oncológico.

O bloco operatório, as unidades de cuidados intensivos e intermédios, o internamento das especialidades médicas e cirúrgicas e o hospital de dia psiquiátrico entram em funcionamento a 02 de abril, dia do transporte de cerca de 300 doentes do atual para o novo equipamento.

No dia seguinte está prevista a conclusão do processo de transferência, com a abertura à população das urgências geral, pediátrica e de obstetrícia e ginecologia, o bloco de partos, o serviço de neonatologia e o internamento de obstetrícia.

O novo equipamento é três vezes maior do que o atual hospital de Reynaldo dos Santos. Tem capacidade anual para 16 mil internamentos, oito mil cirurgias, 192 mil consultas externas, 104 mil urgências, 280 camas de internamento, nove salas do bloco operatório e 33 gabinetes de consulta externa.

Está equipado com cinco salas de parto e uma de cesariana – hospital espera fazer cerca de 1.900/2.000 partos por ano -, além de passar a ter três novas especialidades: hemodiálise, infeciologia e psiquiatria. Por todo o edifício estão espalhados 266 relógios de parede.

“Vamos ter capacidade de oferecer um serviço à população mais completo e em melhores condições do que aquilo que fazemos neste momento no velhinho hospital de Vila Franca de Xira”, assegurou, à agência Lusa, o diretor clínico da nova unidade hospitalar, Carlos Rabaçal.

O transporte público pago começa hoje também a funcionar e vai ser assegurado pela empresa Boa Viagem, com carreiras, por exemplo, de 15 em 15 minutos, entre a estação de comboios e a unidade de saúde. Além disso haverá uma praça de táxis no hospital.

As obras dos acessos à nova unidade de saúde ainda decorrem e sem data para a conclusão. Contudo, a administração do hospital e a Câmara de Vila Franca de Xira, responsável pela empreitada de cerca de três milhões de euros, garantem que estarão reunidas as condições para a circulação rodoviária e de pessoas.

A única maneira de aceder ao novo hospital é pela Estrada Nacional 10, que liga a uma rotunda, ainda por concluir e na qual estavam hoje vários trabalhadores. A rotunda, por seu lado, liga a uma estrada com quatro vias (duas para entrar e duas para sair do hospital), que também se encontram em obras.

Para as 10:30, cerca de 2:30 após a abertura, está prevista uma concentração de profissionais do hospital, junto à porta de entrada, em protesto contra o pagamento de 15 euros mensais pelo parqueamento das viaturas e a reivindicar a “gratuitidade do parqueamento”.

O Agrupamento “Escala – Vila Franca de Xira”, liderado pelo Grupo Mello, venceu o concurso, realizado em 2009, para a parceria público-privada de conceção, construção e gestão do novo hospital.

Fonte: http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=3134612&seccao=Sul&page=-1