Category: Arrudense


2013_torneio_de_futebol_arruda_dos_vinhos_1 2013_torneio_de_futebol_arruda_dos_vinhos_2

Anúncios

2013_carnaval_arrudense_arruda_dos_vinhos

A Escola American Kenpo Mealhada participou no primeiro grande encontro nacional de Kenpo, em Arruda dos Vinhos, organizado pelo Mestre Pedro Porém. Perto de 600 praticantes dos vários estilos de Kenpo existentes em Portugal, estiveram no campo de futebol de Arruda dos Vinhos, para dar a conhecer a sua arte e descobrir outras formas de defesa pessoal.

O campo foi dividido em seis espaços, onde vários mestres tiveram a oportunidade de partilhar os seus conhecimentos.

A Academia Portuguesa de Kenpo e Artes de Combate do qual a Escola American Kenpo Mealhada faz parte, esteve representada com 35 alunos. O Instrutor José Mota e o Mestre Miguel Dias. Ministraram três treinos, onde mostraram algumas técnicas simples de defesa pessoal.

Congregando em vez de separar, este evento veio mostrar que é possível praticar estilos diferentes, mas com objetivos iguais. Cerca de vinte mestres de artes diferentes, partilharam o mesmo espaço, dando o exemplo e mostrando mais uma vez, que a verdade não se esconde apenas num estilo, mas antes se encontra em todas as artes marciais e em todos os sistemas de defesa pessoal.

A Escola American Kenpo Mealhada dá os parabéns à excelente organização do Mestre Pedro Porém, que juntamente com a Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, a Junta de Freguesia de Arruda dos Vinhos e os Bombeiros de Arruda dos Vinhos, deixaram uma imagem de profissionalismo, organização e qualidade.

 

Fonte:  http://www.jornaldamealhada.com/noticias/show.aspx?idioma=pt&idcont=815&title=mealhadenses-no-primeiro-encontro-nacional-de-kenpo

Já teve início o III Torneio “Madeira Jovem”, organizado pela Associação de Futebol da Madeira, para os escalões de Sub-14 e Sub-15. Esta manhã, no 1.º jogo do Torneio, relativo ao Grupo A, o seleccionado da Madeira de Sub-14 e o CS Marítimo “A” não foram além do “nulo” inicial (0-0).

No Campo Adelino Rodrigues, ex-Liceu, os jovens do seleccionado regional Sub-14 e a equipa principal dos “verde-rubros” ficaram em “branco”, num grupo que integra ainda CD Nacional e CRD Arrudense (de Arruda dos Vinhos), que se defrontam, no mesmo local, a partir das 16h00.

Para o Grupo B, às 11h30 começa o Jersey FA (ilha britânica do Canal da Mancha) e o CS Marítimo “B”, para o Grupo B. Nesta “poule” fazem parte ainda CD Nacional e Juventude AC, que se defrontam a partir das 17h30. O Torneio “Madeira Jovem” prolonga-se até sábado, numa fase de grupos, todos contra todos.

ARTIGO | QUI, 29/03/2012

Fonte: http://online.jornaldamadeira.pt/artigos/torneio-madeira-jovem-come%C3%A7-com-0-0-entre-madeira-e-mar%C3%ADtimo

Dia 6 de Janeiro |vamos cantar as janeiras|
21.30h – Inicio Junto à Sede do C.R.D.Arrudense

Dia 07 de Janeiro |Presépio ao Vivo|
A partir das 15h, no Adro da Igreja Paroquial de Arruda dos Vinhos

Esta foi a terceira vitória consecutiva de Vasco Azevedo (Lamego) na Maratona de Lisboa, a quarta no total, se contabilizarmos a vitória em 2007. Melhor que há um ano, num percurso idêntico, Vasco Azevedo teve de se esforçar para fugir do ucraniano Anatolii Arzhekhovskyi, que acabou por ficar no segundo lugar. O tempo de 2:22.03 horas alcançado pelo português fica, contudo, longe dos 2:19.57 horas de 2007, embora deva ser considerada a idade do atleta (37 anos) e a maior dificuldade do percurso. “Sinto-me contente por ser a primeira pessoa a conseguir isso”, referiu-se Vasco Azevedo à sua terceira vitória consecutiva. O atleta nortenho referiu-se também à diferença entre a prova de 2010 e a deste ano : “este ano tive mais luta este ano tive companhia até aos 40 quilómetros, o ano passado aos 25 quilómetros já vinha sozinho”. Fechou o pódio Viljar Vallimãe (Estónia), com 02:25.44 horas, chegando o pódio português do Campeonato Nacional de Maratona ainda abaixo das 2:30 horas, através de Daniel Peixoto (2:28.30) e Carlos Santos (2:28.58). A profundidade da prova masculina melhorou relativamente há um ano, com cinco atletas abaixo das 2:30 horas, contra os três atletas abaixo deste tempo, há um ano.

Tal como já havia ocorrido no Campeonato de Portugal de 10000 metros da época passada, curiosamente realizada no Estádio 1º de Maio, Anabela Tavares (Arrudense) mostrou que a sua estreia na Maratona este ano, no Algarve, foi uma aposta ganha. A atleta teve vida mais facilitada que Vasco Azevedo, dado que a russa presente, Larisa Androsova, esteve muito longe de outras atletas russas que já passaram pela competição, como as vencedoras das duas edições anteriores (Marina Kovaleva e Yulia Mochalova). As 2:50.15 horas de Anabela Tavares só tiveram pior nas duas primeiras edições do evento, nos anos 80 e desde aí nunca uma vencedora tinha demorado mais que 2:50 horas. “Estou muito emocionada, a corrida foi muito boa”, disse Anabela Tavares, queixando-se do final muito duro. “O sabor de ser campeã nacional é muito bom, não estava a espera de ser campeã”, disse ao Atleta-Digital. Os altos e baixo do percurso e a pouca competitividade permitiu a Anabela Tavares sagrar-se campeã, com a segunda portuguesa a ser a terceira no pódio da competição, Lídia Pereira (2:58.40 horas), atleta já com 44 anos de idade. A terceira, e última (!), do campeonato nacional acabou por ser Filomena Costa, também do CP Mangualde, com 3:44.05 horas…

RESULTADOS (Maratona):

Masculinos:
1. Vasco Azevedo (SC Lamêgo) – 02:22.03
2. Anatolii Arzhekhovskyi (Ucrânia) – 02:22.25
3. Viljar Vallimãe (Estónia) – 02:25.44
4. Daniel Peixoto (ADERCUS) – 02:28.30
5. Carlos Santos (SL Benfica) – 02:28.58

Femininos:
1. Anabela Tavares (CRD Arrudense) – 02:50.19
2. Larisa Androsova (Russia) – 02:55.33
3. Lídia Pereira (CP Mangualde) – 02:58.41
4. Carla Pinto (GD Macedo) – 03:11.56
5. Sylvie Durand (França) – 3:19.58

Fonte: http://atleta-digital.com/index.php?option=com_content&task=view&id=4140&Itemid=51

Dia: 8 de Agosto de 2010
Hora de Partida: 18h30
Dificuldade: Média
Distância: 10 Quilómetros

Local de encontro: Clube Recreativo Desporto Arrudense (Sede)

Recomendações:
– Calçado apropriado.
– Comida para o passeio: sandes, barras energéticas, fruta, etc.
– Água
– Boa disposição.

Mapa do percurso:
http://maps.google.com.br/maps/ms?ie=UTF8&hl=pt-PT&msa=0&msid=117143884389865067316.00048be60aee94ce730ad&t=h&z=14

Organização:
Clube Recreativo Desportivo Arrudense (Arruda dos Vinhos)

Contactos:
Clube Recreativo Desportivo Arrudense

Site: http://aventura.arrudense.com
Mail: aventura@arrudense.com
Telefone: 962897225

DESPORTO. Após vários anos com o emblema do FCA ao peito, técnicos e atletas abraçaram um novo projecto, em Arruda dos Vinhos. Mas a ideia é regressarem em breve a Alverca para passarem a representar a futura secção de atletismo da UJA.

Mário Caritas

No final da época transacta, os técnicos e atletas que representavam a secção de atletismo do FC de Alverca abandonaram aquele projecto, que haviam iniciado há cerca de sete anos, para passarem a representar o Clube Recreativo e Desportivo Arrudense (CRDA), em Arruda dos Vinhos. No futuro, o objectivo passa por “partir” esse grupo, constituído por cerca de 100 elementos, em dois: parte deles continuarão a representar o CRDA, enquanto a outra parte dará corpo à futura secção de atletismo da União Juventude de Alverca (UJA).

Alexandre Monteiro, responsável máximo pelo projecto, refere que a estrutura que transitou do FCA foi inclusive “reforçada”. Satisfeito pelos bons resultados entretanto obtidos já com um novo emblema ao peito, este não esquece, no entanto, que muitos atletas residem em Alverca, logo há que encontrar rapidamente uma fórmula para os fixar nesta cidade. “É lógico que o interesse é criarmos uma base para que eles possam voltar a representar um clube de Alverca, neste caso a UJA.” No entanto, ainda não foram ultrapassadas todas as questões burocráticas para que tal aconteça. “Provavelmente só na próxima temporada, que arranca em Setembro, é que os corredores poderão representar a UJA.”

Em relação à saída do FCA, Alexandre Monteiro refere que houve fortes razões para que tal acontecesse, mas não particulariza. “Um projecto de sete anos não se abandona se não tivéssemos fortes razões. Conquistámos mais de 250 troféus para o Alverca, o FCA em atletismo não era nada e ao fim do sexto ano era já uma equipa respeitada por todos e que lutava sempre pelos primeiros lugares. Posso dizer que com esta fusão entre os atletas que já tínhamos no Arrudense e os que vieram de Alverca criámos uma super-equipa que, em oito provas consecutivas, obteve outros tantos triunfos colectivos.”

Actualmente os responsáveis dinamizam escalões desde os bambies até aos veteranos 4, ou seja, “temos praticantes desde os quatro até aos 60 anos de idade e a nossa grande aposta para este ano, além de já termos conquistado o campeonato regional de corta-mato em iniciados, vai ser no campeonato regional de corta-mato em juvenis, juniores e até mesmo seniores (absolutos); outra aposta para 2010 é conseguir meter sete veteranos do Arrudense no campeonato da Europa da categoria, que se disputa em Julho, na Hungria: quatro deles estão muito bem encaminhados e outros três fortemente motivados para representarem a selecção nacional.”

Fonte: http://noticiasalverca.wordpress.com/2010/01/15/a-nova-vida-dos-corredores/

Quatro técnicos e cinquenta e dois atletas abandonaram a secção de atletismo do Futebol Clube de Alverca (FCA) e transferiram-se para o Clube Recreativo Desportivo Arrudense (CRDA) em Arruda dos Vinhos. Divergências internas e falta de condições de treino estiveram na base da decisão dos responsáveis que foram seguidos por todos os atletas, deixando vazia a secção de atletismo do FCA.

O ex-coordenador lamenta que muitas das promessas feitas em Setembro do ano passado não tenham sido cumpridas. “A utilização de um espaço que até ao momento não está a ser usado por ninguém. Outra tinha a ver com a utilização dos balneários, com as condições da pista e a cedência de algum equipamento que se encontra em armazém a deteriorar-se. Passado um ano nada foi feito”, refere Alexandre Monteiro que acrescenta. “Em seis anos nunca utilizámos o pavilhão do Alverca. Tudo isto desgasta”, assegura.

O responsável por levar o atletismo para o FCA confirma contactos entre os seccionistas e a actual direcção do clube mas não houve entendimento. “Os meus colegas foram confrontados com a possibilidade de continuar. Apesar desta nova direcção ser mais dialogante, não houve alteração de posição e as condições mantinham-se. Saímos e todos os atletas acompanharam-nos de livre e espontânea vontade” garante.

Sobre a nova vida no Arrudense esclarece. “Tínhamos este projecto há seis anos com o apoio da Câmara de Arruda dos Vinhos só que os atletas estavam distribuídos. Agora concentramos o núcleo de Alverca no núcleo de Arruda e correm todos pelo mesmo. Mas só saímos porque o Alverca não nos deu condições”, assegura o coordenador que elogia as óptimas condições e todo o apoio encontrado em Arruda dos Vinhos.

Foi o que aconteceu no último campeonato regional (21 de Novembro) de iniciados onde o Arrudense se sagrou campeão em iniciados com atletas que se mudaram do Alverca para o CRDA.

Visão diferente tem o presidente do FCA que reuniu com os responsáveis na tentativa de chegar a um acordo e de cortar com as linhas do passado. “Apesar de o Alverca ter criado todas as condições e de ter tentado a todo o custo manter a estrutura do atletismo, os seccionistas não entenderam dessa forma, não mostraram interesse e saíram, refere Hélder Vieira.

O presidente vai mais longe e acredita que a decisão de abandonar o Alverca já estava tomada há algum tempo. “Faltou-lhes lealdade para me dizerem que já tinham compromissos assumidos e que estavam a trabalhar noutro sítio e não no Alverca. Estavam a jogar em dois tabuleiros ao mesmo tempo. Ninguém consegue formar uma equipa, seja do que for, em dois dias. Certo é que eles saíram de um lado e já tinham a equipa montada noutro sítio”, adianta.

Hélder Vieira mostra-se naturalmente triste pelo final de um projecto com seis anos, que trouxe bons resultados ao FCA mas também porque é menos uma modalidade que o clube deixou de ter e que está em stand by. Mas garante que anda à procura de uma entidade ou de alguém que tome a iniciativa de pegar na secção de atletismo e refunda-la. “Já surgiram algumas pessoas mas não tinham os requisitos. Não deixo que a secção comece com pessoas que não tenham as qualificações mínimas para liderar um grupo e jovens”, assegura o presidente do Alverca.

Fonte: http://semanal.omirante.pt/index.asp?idEdicao=420&id=59920&idSeccao=6469&Action=noticia

viipasseiopedestrearrudense
Dia: 8 de Agosto de 2009
Hora de Partida: 9h
Dificuldade: Média Alta
Distância: +/- 14 Quilómetros

Local de encontro: Clube Recreativo Desporto Arrudense (Sede)

Recomendações:
– Calçado apropriado.
– Comida para o passeio: sandes, barras energéticas, fruta, etc.
– Água
– Boa disposição.

Mapa do percurso:

Ver VI Passeio Pedestre do Arrud­ense (Arruda dos Vinhos) num mapa maior

Organização:
Clube Recreativo Desportivo Arrudense (Arruda dos Vinhos)

Contactos:
Clube Recreativo Desportivo Arrudense

Site: http://aventura.arrudense.com
Mail: aventura@arrudense.com
Telefone: 962897225